Blog da Emboé

  • Mudança de carreira, o caso de um coachee que virou UBER!

    12 julho 2018

    Em março de 2018 comecei a atender a um coachee – “cliente ou pessoa que recebe coaching” – que trabalhava com marketing multinível para uma grande empresa multinacional e me apresentou como objetivos o de bater uma meta nesse emprego e o de se organizar melhor.

    Ele já havia tido muitas experiências de trabalho mas com poucos resultados concretos, mudando de trabalho muitas vezes e rapidamente. É um cara novo (20 e poucos anos), bom de papo, mão na massa e que já foi corretor, trabalhou em confeitaria, consultor de marketing multinível, teve estamparia de camisa, entre outros empreendimentos.

    Ao longo do processo de coaching, assim como em sua vida, o coachee ajustou seu objetivo algumas vezes ao longo do serviço, passando por fazer concurso para a Petrobrás, ter mais foco em ações de marketing multinível, ações de exercício e emagrecimento e terminando com o objetivo de ser motorista da UBER!

    A cada ajuste de objetivo, eu questionava os prós e contras para ele, os impactos desse ajuste e se era isso que ele queria de fato. Se fosse isso mesmo, definimos o que precisava fazer e íamos em frente! E o coachee era bom de fazer, cumpria as metas combinadas, corria atrás dos objetivos e agia assim que os definia, o problema era a falta de foco…

    Como coach gosto de montar processos de desenvolvimento e alcance de objetivos sob medida para cada coachee ao início de seu processo, com base nos desafios e objetivos que a pessoa deseja alcançar.

    Ao longo da execução busco ter resiliência para saber se o que planejei para aquele momento faz sentido na rota de progresso do coachee e ir sentindo e ajustando o processo ao longo do caminho. Faz parte!

    Mas como fazer isso para uma pessoa que muda de objetivos muitas vezes?

    Esse coachee realmente foi um desafio para a minha forma de fazer coaching! Estudei sobre seus métodos de marketing multinível, conseguimos definir metas semanais no coaching alinhadas a forma de trabalho de prospecção e ações de marketing. Ficamos todos na mesma página e falando a mesma língua. A coisa toda estava fluindo até que ele chega numa sessão e fala..

    “Resolvi fazer concurso para a Petrobras”… as ações eram fazer um cursinho preparatório algumas horas por dia e fazendo o marketing multinível um pouco menos.

    E com esse ajuste na rotina que havíamos planejado, novas ações, tempo destinado para estudo, se inscrever no concurso, fazer a prova, divisão do tempo entre esse e outro objetivo. No que deu? Resultado parcial, nota média e nada de aprovação em concurso.

    Junto com isso, um feedback das ações de marketing feitas com menos dedicação e que impactaram em menores resultados, fizeram com que os objetivos fossem questionados novamente.
    Na semana em que o resultado da prova do concurso (Não Aprovado) saiu, e as vendas não andavam bem, o coachee trouxe para a sessão uma oportunidade de trabalhar com a UBER.

    Mais uma vez, fizemos algumas reflexões se era isso mesmo que ele queria, ganhos e perdas disso e lembramos da trajetória de carreira dele até ali.

    Meu planejamento para trabalhar com ele para essa sessão era sobre quais os papéis que o coachee exercia de forma geral na vida e para um desses papéis, o profissional, pensar como seria o modelo (CANVAS) de carreira para esse trabalho.

    Acreditei no meu método, meus sentidos de empatia, conexão com o coachee, o rapport estabelecido, e em alguns anos no atendimento de muitos clientes de coaching nas costas, e então fomos para nossa sessão!

    Nem preciso dizer qual carreira ele escolheu para pensar, refletir e analisar: Motorista de UBER!

    E o que posso falar sobre esse momento?! É que foi uma sessão FODA!

    Ele estava muito empolgado com a ferramenta que questionava como seria sua atuação naquele papel, fazendo com que ele se visse na execução e fizesse definições, refletisse e avaliasse diversos pontos.

    Gosto de usar essa ferramenta adaptada do CANVAS de negócios (BMG – Business Model Generation), e re-pensada para o universo do coaching no livro Business Model You (BMY), para repensar as carreiras dos meus clientes, projetar novos desafios e expandir a consciência da atuação da pessoa como profissional.

    Questões como “o que você faz?”, “quem você ajuda?”, “como chegam até você e como interagem” e “o que ganha com isso?”, entre outras…

    Como eu ando muito de UBER, eu conhecia do trabalho que ele ia fazer, tinha benchmarkings e já fiz muito coaching em motorista de UBER nas minhas viagens por aí! Rs

    Como resultado da sessão, o CANVAS de carreira do meu coachee para motorista de UBER ficou assim…

    No final da sessão combinamos as ações que ele precisaria fazer. Eram ações para estar apto a começar a dirigir, preparar o carro. Em menos de uma semana, ele já estava rodando e ganhando dinheiro.

    E foi além, fez uma planilha, estudou o App, aprofundou seu CANVAS de carreira e se preparou para exercer essa nova função na nossa sociedade.

    Pessoal, a UBER não me pagou para escrever esse post (e bem que poderia, rs), mas em pouco tempo meu coachee teve os resultados financeiros que definiu, achando uma atividade em que ele gostava de fazer por ser uma pessoa muito ansiosa, gostar de ter autonomia na agenda e ainda podia tocar o marketing multinível em paralelo com menos foco do que antes.

    Durante o processo de coaching ainda passamos por outras sessões como acesso a estados emocionais positivos para lidar melhor com a ansiedade e a elaboração de um roadmap (planejamento do futuro para o presente) para poder realizar a troca do veículo atual por um mais novo.

    Acredito que cada um tem um conjunto de atividades, trabalhos ou comportamentos que ao serem feitos trazem felicidade e propósito para essa pessoa, aliás essa é uma teoria do Einstein e de diversos outros autores!

    Cada um é do seu jeito, todos iguais sendo diferentes, únicos e especiais! Então galera, descubra o que trás a felicidade e vá em busca desse objetivo ou meta! Não importa se precisa ajustar, repensar o que você fez sempre da mesma forma, o importante é AGIR!

    Se para esse meu coachee nesse momento da sua vida ser motorista da UBER está fazendo sentido, e ele está feliz é isso o que importa!
    Atuar como UBER está ajudando ele a alcançar seus objetivos pessoais, profissionais e financeiros, e eu desejo muito que continue nesse pique e vá muito além!

    Como em sempre falo para todos os meus coachees:

    “Cai dentro da execução dessas atividades que te levam ao seu objetivo e os resultados vão vir!”

    Quando o objetivo é SMART e faz sentido, todo o processo de coaching fica muito mais poderoso e é assim que deve ser!

    A cada semana, as metas do coachee foram sendo batidas até o final do processo, a performance aumentando, o ânimo e a confiança voltaram!

    A sintonia estava alta na reta final do processo de coaching quando fizemos uma sessão de SWOT, analisando quais eram suas forças e fraquezas para alcançar seu novo objetivo na UBER e quais eram as ameaças e oportunidades desse objetivo. Usei a SWOT muitas vezes, mas em poucas vezes essa análise ambiental, cenários e possíveis ameaças ocorreram em tão curto prazo.

    Umas das ameaças que o coachee apontou na sessão foi a questão do valor combustível, entre outros fatores deste mercado. Logo 2 dias depois dessa análise, tivemos a famosa Greve dos Caminhoneiros onde grande parte do Brasil ficou sem suprimentos diversos, inclusive o combustível.

    Em um momento de crise como esse que ele passou e todos nós passamos ao nos desafiar e viver nossas vidas, ter a certeza de que estamos no caminho certo, de que o nosso objetivo faz sentido, ajuda muito a segurar a onda e esperar o tempo para as coisas acontecerem…

    Ter um foco e um objetivo claro ajuda a olhar a vida sob outra perspectiva, enfrentar os desafios e seguir no caminho!

    Nossos objetivos também nos auxiliam a dar o melhor de nós a cada dia, buscando sempre que necessário melhorar e ajustar nosso comportamento!

    Como resultado do processo, recebi o seguinte depoimento desse coachee na nossa pesquisa de satisfação do processo de coaching:

    “As sessões de coach foram super importantes em minhas tomadas de decisão. Bernardo conduziu com muito conhecimento e domínio todo o processo”

    Desejo muito sucesso para o meu coachee no alcance dos objetivos dele e para você também!

    Espero que essa história tenha te inspirado a pensar e agir nos seus objetivos, ter feito você refletir sobre a sua carreira e sobre o que realmente te faz feliz!

    Bora viver nossa potencialidade como ser humano!

    Gostou desse artigo?
    Deixa seu like, compartilha, marca os amigos que vão gostar de receber esse conteúdo!

    E se ficou com vontade de fazer coaching e passar por esse processo de transformação e expansão da consciência, entra em contato com a gente!
    Será um prazer conversar com você!
    Um abraço,

    Bernardo Mudjalieb
    Coach e Consultor na Emboé

Deixe um Comentário